Chapecoense empata com o Criciúma no sul do Estado

07/03/2015 20:59
Com empate, Chapecoense mantém tabu de 15 anos sem vencer no Herberto Hülse. Foto: Chapecoense

 

Chapecoense e Criciúma se enfrentaram, na tarde de sábado (7), pela primeira rodada do hexagonal que definirá o campeão do Campeonato Catarinense. O time do Oeste manteve um tabu de quase 15 anos sem vencer na casa do Tigre. A última vitória do Verdão no sul do Estado foi no dia 5 de abril do ano 2000. O placar deste sábado (7) ficou empatado em 1 a 1.

O primeiro tempo começou com domínio do Verdão que teve as melhores chances. O Criciúma, quando tentava chegar à área da Chapecoense, sofria com a forte marcação dos zagueiros.  Por diversas vezes a Chapecoense chegou com perigo à meta do goleiro Luiz, mas o gol não saia.

Até que aos 32 minutos, o lateral Danilo Tarracha perdeu a corrida para Apodi e derrubou jogador do Verdão dentro da área. Pênalti marcado pelo juiz Célio Amorim e cobrado pelo atacante Roger. Ele chutou e foi bola para um lado e goleiro para outro. O Verdão abriu o placar e deu um passo importante rumo aos três primeiros pontos do hexagonal. Ao apito do árbitro, o Tigre deixa o campo sob as vaias da torcida.

No segundo tempo, o Criciúma tomou as iniciativas no ataque. Aos dois minutos, Bruno Lopes recebeu a bola em boa posição e manda uma bomba contra a meta do goleiro Nivaldo, que precisou se esticar todo para mandar a bola para escanteio. Após cobrança de escanteio, a bola sobra tranquila nas mãos do goleiro alviverde. Aos nove minutos o Criciúma chega novamente com perigo. Danilo Tarracha recebe a bola na entrada na área e manda um chute com a perna esquerda. A bola explode na trave do gol de Nivaldo.

Mas a Chapecoense não dava trégua. Nos contra-ataques o Verdão chegou  com perigo, dando trabalho ao goleiro Luiz. Aos 15 minutos o time do Oeste levou um susto. Após um chute forte de Rafael Pereira, a bola atingiu em cheio rosto do zagueiro Vilson que caiu em campo e precisou de atendimento médico.

O Criciúma continuou pressionando e tentando empatar o marcador. Aos 25 minutos, o técnico do Tigre substitui Natan pelo atacante Maurinho. Em menos de um minuto em campo, ele recebeu a bola e mandou um chute cruzado e balançou as redes, deixando tudo empatado no Heriberto Hülse.

Após o gol, o Criciúma ganha fôlego e a partida fica equilibrada e com lances fortes dos dois lados, mas o placar não se altera. Ao apito final de Célio Amorim, a partida fica no empate em 1 a 1.

Na saída para o vestiário, o volante Richarlyson avaliou o jogo e considerou bom o empate e o ponto conquistado. “Foi um jogo difícil. A gente saiu na frente e teve o domínio do jogo no primeiro tempo. Na segunda etapa, sabíamos que eles viriam para a pressão e tiveram uma boa oportunidade com o Maurinho que teve a felicidade de acertar o chute e fazer o gol. Mas foi um resultado positivo, principalmente em um campeonato como esse, onde começamos jogando fora de casa. Ainda mais em um jogo clássico. O empate não foi ruim não”, disse.

 

Próximos compromissos

Na próxima quarta-feira (11) o Verdão volta aos gramados pela segunda rodada do Hexagonal Final. O duelo será contra o Internacional de Lages, na Arena Condá em Chapecó. A partida está marcada para às 19h30.Já o Criciúma enfrenta o Metropolitano no estádio do Sesi em Blumenau. A partida será às 22hrs da quarta-feira (11).

 

Mais jogos da rodada

Neste domingo, quatro times entram em campo pela primeira fase do hexagonal do Catarinão. O Inter de Lages enfrentará o Figueirense às 16 hrs em Lages e o Joiville e o Metropolitano duelam às 18h30 em Joinville.

 

FICHA TÉCNICA

Criciúma x Chapecoense

CRICIÚMA: Luiz (G), Maicon Silva (LD), Iago Maidana (ZD), Fábio Ferreira (ZE), Danilo Tarracha (LE), Rafael Pereira (Vol), Ezequiel (Roger Guedes), Barreto (Vol), Cleber Santana (M), Natan(Maurinho), Bruno Lopes (Rafael Rodrigues). Técnico:  Luizinho Vieira

 

CHAPECOENSE: Nivaldo (G), Apodi (LD), Rafael Lima (ZD), Vilson (Neto), Dener (LAE), Wanderson (Vol), Elicarlos (Vol), Richarlyson (Hyoran), Wiliam Barbio (Maranhão), Roger (A), Ananias (A). Técnico: Vinícius Eutrópio

Arbitragem: Célio Amorim (CBF), auxiliado por Carlos Berkenbrock (CBF)e Alex dos Santos (CBF)

Gols: Roger (CHA) aos 38 minutos do primeiro tempo. Maurinho (CRI) aos 25 do segundo tempo.

Cartões Amarelos: Danilo Tarracha  (CRI)  aos 32 min do primeiro tempo, Rafael Lima (CHA), Natan (CRI), Maicon Silva (CRI)

Cartões Vermelhos: nenhum

Data: 7 de marços de 2015. Estádio Heriberto Hülse, Criciúma. Horário 18h30

Público  e renda

6.835 torcedores

Renda de R$ -85.600,000

 

 

RedeComSC