Dunga prega cautela e dá crédito aos jogadores da Seleção

27/03/2015 05:49

Técnico chegou ao sétimo jogo de invencibilidade no comando do Brasil | Foto: Franck Fife/AFP/CP

O técnico Dunga se mostrou cauteloso nesta quinta-feira, apesar de manter a invencibilidade de sete jogos com a virada sobre a França, em Paris. "Não sou eu que faço as coisas, são os jogadores que mostram suas qualidades em campo. Isto se deve ao trabalho e a dedicação. Estamos no caminho certo, mas a estrada é longa", explicou o treinador da Seleção.

"Acredito que temos que dar confiança aos jogadores, depois da Copa do Mundo. Eles estão no caminho agora, buscando equilíbrio. Nesta partida contra a França, depois de começar perdendo, mantivemos a calma", relatou. 

Dunga já adiantou que fará muitas mudanças na equipe para o amistoso de domingo contra o Chile. "Demorei para fazer mudanças contra a França, porque queria deixar os jogadores mais tempo em campo, já que vou mudar bastante a equipe contra o Chile, dando oportunidade para outros jogadores. O resultado não é o mais importante num amistoso, mas também é importante obter bons resultados", analisou o treinador.

"A equipe se mostrou compacta contra a França, teve velocidade. Poderíamos ter evitado algumas faltas, já que a França é forte na bola aérea, mas encontramos um equilíbrio", explicou o capitão do tetra. Para Dunga, a vitória não foi uma revanche da final perdida neste mesmo estádio em 1998, entretanto.

Dunga falou das expectativas para o duelo contra o Chile, no próximo domingo em Londres. Os anfitriões da próxima Copa América foram derrotadas nesta quinta-feira pelo Irã (2-0) em amistoso. "O Chile é uma das equipes que precisamos ficar de olho na Copa América, pelo fato de jogar em casa e por ter feito uma boa Copa do Mundo. É um time muito ofensivo. Foi um dos poucos times que jogou com três atacantes na Copa", elogiou.

 

Correio do Povo