Gil vê Chapecoense "afobada" e pede tranquilidade para obter os resultados

30/03/2015 19:26

Gil Chapecoense (Foto: Cleberson Silva/Chapecoense)

Contra o Figueirense, no domingo, a Chapecoense teve maior domínio da posse de bola, mas não conseguiu converter a pressão no final da partida em gols. Com isso, ficou no empate com o Alvinegro pelo placar de 1 a 1. O resultado em casa não foi o esperado pelo Verdão do Oeste. Para o volante Gil, faltou ao time ter mais calma para tocar a bola.

- O time esteve muito afobado, querendo resolver de qualquer jeito. Mas não é assim. Tem que ter calma, a cabeça no lugar. Se a gente tem jogado um pouco mais, ganhava a partida. Faltou tranquilidade para acertar a última bola. A gente caiu na pilha do Figueirense, de fazer correria - comentou o jogador, em entrevista à rádio Super Condá.

A opinião foi compartilhada pelo auxiliar técnico Marcos Benatto, que comandou o time do oeste catarinense no confronto com o Figueira. Segundo ele, a ansiedade atrapalhou a equipe no duelo em casa.

- Teve um pouquinho de ansiedade. De querer fazer a jogada rapidamente, de chegar com velocidade. A gente se precipitou um pouco. A ansiedade acontece, e a gente tem que saber manter isso - comentou Benatto.

Com nove pontos, o Verdão está na terceira posição da tabela. No próximo sábado, às 16h, encara o Metropolitano em Blumenau, pela sétima rodada do hexagonal do Catarinense.

 

Globo Esporte