Inter joga mal, mas busca empate importante contra o Emelec

18/03/2015 21:44

Vitinho anotou o 1 a 1 e Colorado segurou a pressão mesmo com um a mais em campo  | Foto: Rodrigo Buendia/AFP/CP

O Inter ficou longe de fazer um bom jogo, mas aproveitou a expulsão do time do Emelec para buscar um empate muito importante na Libertadores. Vitinho fez o 1 a 1, nesta quarta-feira em Manta, e depois os comandados de Aguirre seguraram o resultado sob muita pressão, mesmo com vantagem numérica.

O Colorado foi consistente durante a maior parte da etapa inicial e controlou as ações do Emelec. Mas a falta de presença no ataque deixou os equatorianos crescerem e as falhas da zaga apareceram, resultando no 1 a 0 desfavorável no placar.

Durante toda a primeira metade da etapa incial, colorados e equatorianos se "estudaram". Poucos foram os movimentos ofensivos agudos, com um chute de Nilton e uma cabeçada de Sasha pouco perturbando a vida do goleiro Dreer. Aí, o Emelec decidiu ir para cima. Aos 29 minutos, Fernandez aparou rebote na frente da área e chutou por cobertura. A bola passou por Alisson, mas também encobriu o gol do Inter. 

Dois minutos depois, pane generalizada na zaga. Bolaños aparou cruzamento no segundo pau e a bola sobrou para Mena. Sozinho, ele chutou para defesa incrível de Alisson, mas no retorno da bola, ele mesmo cutucou para o fundo das redes. Na tentativa de reação colorada, contragolpe perigoso do Emelec. Bolaños deixou Mena mais uma vez de "frente para o crime". O atacante tentou deslocar Alisson e perdeu a chance de ampliar, mandando à esquerda do gol.

Aguirre mandou Vitinho a campo na segunda etapa, no lugar de Aránguiz. A solução funcionou desde os primeiros minutos, com o Emelec mais cauteloso para manter o placar. Aos 9 minutos, Vitinho cobrou falta e carimbou a barreira, em escanteio. Antes da cobrança, Réver e Lastra se desentenderam na área. Resultado, ambos levaram amarelo, só que o atleta do Emelec já tinha cartão e foi para rua. 

Com um a menos, a defesa equatoriana não conseguiu acertar a marcação. No cruzamento, a bola pipocou na área e sobrou para Vitinho, que fez o giro e fulminou o gol de empate para o fundo das redes. Mas o Inter parou por aí. Aguirre ainda lançou Anderson no lugar de Alex e trocou Réver para evitar expulsão, mas o time não respondeu. Mesmo com dez, o Emelec foi para a pressão.

Levou perigo aos 35 minutos, quando Narvaez perdeu a melhor chance da partida. Bolaños invadiu a área, a zaga afastou mal e sobrou para o volante na cara do gol. Com Alisson fora do lance, ele chutou direto para fora. Ainda deu tempo de Bolaños perder na marca do pênalti. Mena cruzou e o atacante mandou o vôleio sobre o travessão.

Libertadores - Grupo 4

Emelec 1
Dreer; Narváez, Guagua, Achilier, Bagui e Lastra; Burbano, Giménez, Fernández e Mena; M. Bolaños. Técnico: Omar de Felipe.

Inter 1
Alisson; Ernando, Juan e Réver (Alan Costa); Léo, Nicolás Freitas, Nilton, Aránguiz (Vitinho), Alex (Anderson) e Fabrício; Eduardo Sasha. Técnico: Diego Aguirre.

Gols: Mena (31min/1ºT), para o Emelec; Vitinho (10min/2ºT), para o Inter.
Cartão vermelho: Lastra
Local: Estádio Jokay, Manta, Equador
Horário: 19h45min.

 

Correio do Povo